O missionário tem que buscar mantenedores?


O missionário deve buscar parceiros, sócios para o projeto que irão desenvolver em determinado país, visto que a missão é uma só, a Missão de Deus, e todos somos cooperadores da missão, orando, financiando e indo. A APMT através do Comitê Gestor da IPB apóia com o valor parcial.

Quanto custa um missionário? O valor é igual para todos os países?


O valor necessário para o sustento pessoal do missionário, varia, de acordo com o custo de vida de cada país, e/ou localidade. O levantamento de informações é feito antes da ida para o campo que irá atuar.

Como é feito o custeio do missionário da APMT e de onde vem o recurso?


 

Quanto ao projeto do missionário este é apresentado, podendo ou não ser aprovado, dependendo da avaliação da Diretoria e/ou Assembléia da APMT e do Comitê Gestor do Fundo Missionário da IPB. Caso seja aprovado, o projeto poderá receber parte dos recursos financeiros designados pelo Supremo Concílio para o trabalho missionário transcultural. Inclui o sustento pessoal e outras áreas de necessidade.

 

Quem paga os custos da ida de um missionário a uma igreja? 
 

Sempre que uma igreja convida determinado missionário para falar sobre missões, seja para pregação, testemunho, palestra, estudo, etc., é justo que a própria igreja que está convidando e sendo abençoada assuma as despesas de transporte e hospedagem do missionário. Os missionários vivem de ofertas missionárias, portanto por mais que queiram não podem arcar com as despesas de visita a uma igreja, tampouco a APMT tem recursos para isso.

 

Como funciona o sistema de contribuição por código?


Basicamente da seguinte maneira:

Cada missionário, ao integrar o quadro de missionários da APMT, recebe um código de  
de contribuição, um número de 2 dígitos, o qual é divulgado pelo próprio missionário e nos órgãos informativos. 
Ao efetuar seu depósito, coloque o código, referente ao missionário. Caso não seja possível efetuar o depósito com o código em centavos, ou seja caixa BDN, comunicar ao escritório, e a oferta será destinada ao referido missionário.

Depósito Bancário:

APMT – Agência Presbiteriana de Missões Transculturais

Banco do Brasil   - Agência 0635-1 (Cambuci) – c/c: 7500-0

Banco Bradesco - Agência 119-8 (Cambuci) – c/c: 107965-4

Através de Carnê:

Solicite o boleto bancário ao nosso escritório. O boleto não possui data de vencimento e nem valor estipulado. A contribuição através dele pode ser feita em qualquer banco e em qualquer dia. Nesse caso, o código em centavos não é necessário.

Através de Cheque:

Cruzado e nominal à APMT – Agência Presbiteriana de Missões Transculturais.

Transferência online: CNPJ 04.138.895/0001-86

Se a oferta for destinada a sustento de um missionário, favor observar o código de contribuição (Link – Missionários).

Exemplo: se depositar R$30,00 e o código do missionário a quem se destina a oferta for “ 0,25” , deposite R$30,25 dessa maneira a oferta será rapidamente identificada e encaminhada para o referido missionário.

Caso tenha dificuldade em depositar as moedas, ou caso vá utilizar um caixa-rápido, entre em contato com o nosso escritório por faz, telefone ou e-mail, e identifique o missionário a quem se destina a oferta.

APMT
Fone: (11) 3207-2139 - 3341-8339
E-mail: apmt@apmt.org.br

A APMT
 
participa do sustento de seus missionários?


Quando o projeto do missionário é apresentado, por ocasião de seu ingresso no quadro de missionários da APMT, este projeto pode ou não ser aprovado, dependendo da avaliação da Diretoria e/ou Assembléia da APMT e do Comitê Gestor do Fundo Missionário da IPB. Caso seja aprovado, o projeto poderá receber parte dos recursos financeiros designados pelo Supremo Concílio para o trabalho missionário transcultural.

 

A igreja é obrigada a dar oferta?

Não! Porém essa é uma questão de consciência e sensibilidade.  

Consciência porque o missionário é alguém que tudo deixou pelo chamado de Deus para pregar o Evangelho às nações. Como não trabalha secularmente como outros cristãos, seu sustento vem de ofertas principalmente de igrejas que os convidam para testemunhar. Muitas dessas igrejas acabam até por adotar o missionário, não apenas contribuindo uma vez, mas regularmente. 

Sensibilidade porque o missionário, ao deixar sua terra, ou em muitos casos, o conforto de suas férias, demonstra disposição e apoio aos que desejam ouvi-lo. A igreja precisa ser sensível a todas as lutas, privações e dificuldades pelas quais passam os missionários, associando-se a eles na medida de suas possibilidades.

 
Como são sustentados os missionários da APMT?
 
Através de ofertas missionárias de igrejas e pessoas comprometidas com o cumprimento do "ide e fazei discípulos de todas as nações".
 
Os recursos são depositados nas contas bancárias da APMT e repassados aos missionários nos campos sem qualquer ônus.
 
Observação:
Quando o projeto do missionário é apresentado, por ocasião de seu ingresso no quadro de missionários da APMT, este projeto pode ou não ser aprovado, dependendo da avaliação da Diretoria e/ou Assembléia da APMT e do Comitê Gestor do Fundo Missionário da IPB. Caso seja aprovado, o projeto poderá receber parte dos recursos financeiros designados pelo Supremo Concílio para o trabalho missionário transcultural.
 
Depósito Bancário:
APMT – Agência Presbiteriana de Missões Transculturais
 
Banco do Brasil - Agência 0635-1 (Cambuci) – c/c: 7500-0
Banco Bradesco - Agência 119-8 (Cambuci) – c/c: 107965-4
Através de Carnê:
 
Solicite o boleto bancário ao nosso escritório. O boleto não possui data de vencimento e nem valor estipulado. A contribuição através dele pode ser feita em qualquer banco e em qualquer dia. Nesse caso, o código em centavos não é necessário.
 
Através de Cheque:
 
Cruzado e nominal à APMT – Agência Presbiteriana de Missões Transculturais.
 
Transferência online: CNPJ 04.138.895/0001-86
 
Se a oferta for destinada a sustento de um missionário, favor observar o código de contribuição (Link – Missionários).
Exemplo: se depositar R$30,00 e o código do missionário a quem se destina a oferta for “0,25”, deposite R$30,25 dessa maneira a oferta será rapidamente identificada e encaminhada para o referido missionário.
 
Caso tenha dificuldade em depositar as moedas, ou caso vá utilizar um caixa-rápido, entre em contato com o nosso escritório por faz, telefone ou e-mail, e identifique o missionário a quem se destina a oferta.
 

Tipos de Trabalho Missionário


Tipos de trabalho missionário

Como é o trabalho missionário transcultural realizado pelos missionários da APMT? 

- Ação Social 
- Capelania hospitalar 
- Desenvolvimento de Liderança Autóctone 
- Discipulado 
- Ensino Teológico 
- Evangelismo 
- Plantação de Igrejas 
- Pré-escola e ensino fundamental 
- Tradução da Bíblia

- Ação Social 
- Ambulatório - África e Brasil 
- Agronomia - Norte da África 
- Nutrição – Guiné Bissau 
- Projeto Amadeus - Romênia 
- Projeto Meninos de Rua - Senegal 
- Projeto CEPA – Apoio aos imigrantes – Espanha 
- Projeto C-Step – Apoio aos imigrantes - África do Sul 
- Cursos Profissionalizantes (corte costura, pequenos socorros, artesanato, etc)

- Evangelismo 
- Aos Refugiados 
- Aos Universitários 
- Através do Esporte 
- Através de Rádio e TV 
- Em Escolas 
- Em Hospitais

- Plantação de Igrejas 
- Bolívia 
- Brasil (povos indígenas) 
- Espanha 
- Guiné Bissau 
- Guine Conacri 
- Itália 
- Paraguai 
- Portugal 
- Romênia 
- Senegal 
- Timor Leste

- Pré-Escola e Ensino Fundamental 
- Escola Paraguai / Brasil - San Lorenzo (Paraguai) 
- Escola Presbiteriana Ebenezer - Assunción (Paraguai) 
- Centro Educacional Presbiteriano - Concepción (Paraguai) 
- Alfabetização de adultos e reforço escolar - Santa Rita (Paraguai)

- Blocos Étnico-Religiosos 
- Animistas 
- Árabes 
- Budistas 
- Ciganos 
- Hindus 
- Indígenas 
- Muçulmanos

- Alcançando os Povos Indígenas 
- Alfabetização Bilíngüe (língua mãe e português) 
- Assistência à Saúde 
- Plantação de Igrejas Autóctones 
- Produção de Cartilhas 
- Tradução da Bíblia

Como doar minhas férias ou meu tempo livre para ajudar no escritório da APMT?

1. Cadastrando igrejas em nosso banco de dados. 
2. Envelopando correspondências. 
3. Atendendo telefonemas. 

Ligue e fale conosco. (11)3341-8339

 

Como contribuir com missões pelo sistema bancário?


1. Depósito no Banco Bradesco 
Banco Bradesco  -  Agência:119-8    -  C/C 107965-4 e  
Banco do Brasil    -  Agência 0635-1  -  C/C 7500-0 
Boca do Cx. (Moedas + Código) 
Ao ser depositado observar o código de contribuições, se a oferta for destinada para missionários. 
Caso, necessite de recibo, entrar em contato com o escritório identificando o depósito.  
Cx. Eletrônico (Informe contribuição) 

2. Depósito Outros Bancos 
TEF/DOC/Tansf. Eletronica na  
Boca do Cx. ou Cx. Eletrônico 
CNPJ nº04.138.895/0001-86

 APMT
Fone: (11) 3207-2139
E-mail: apmt@apmt.org.br

 

Quem são os nossos Missionários?
 
 
Quem são e onde estão trabalhando nossos missionários transculturais?
 
São casais e solteiros que abriram mão de usufruir do conforto de seu país e cultura para representar a Igreja Presbiteriana do Brasil na proclamação mundial do Evangelho de Cristo.
 
Há três tipos de missionários: os que trabalham em países e com povos onde há liberdade religiosa; os que trabalham em campos de risco; os que trabalham na base.
 
Fora os missionários que trabalham em campos tranculturais onde há perseguição, todos os outros estão relacionados no link "missionários" na página principal deste site.
 
*Para interceder e contribuir com qualquer de nossos missionários, de maneira segura, entre em contato com o escritório da APMT. (11) 3207-2139 ou e-mail: apmt@apmt.org.br
 
Como os Missionários são Sustentados?
 
 
Como são levantados os recursos para o trabalho missionário transcultural?
 
Como acontece quando o missionário está no Brasil ou no campo?
 
Autorizados e credenciados pela APMT/IPB, os missionários visitam as igrejas antes de partirem para o campo missionário (nota: eles só estão autorizados a partir quando o sustento estiver completo) com o objetivo de encorajá-las a intercederem e investirem em missões e em seu projeto missionário. 
 
Os missionários também usam os correios para enviarem às pessoas e igrejas suas cartas, projetos e folders. 
 
Já no campo missionário, incentivamos a comunicação regular do missionário com a igreja. Para isso, a equipe de base no escritório assessora os missionários enviando suas correspondências (sem qualquer ônus para eles). A equipe de base também redireciona ao missionário de campo o investimento de pessoas e igrejas. Além disso, a base conversa pessoalmente com pastores, conselhos missionários e igrejas esclarecendo dúvidas e apresentado os projetos de cada missionário.
 
A base também produz materiais de divulgação dos ministérios: Revista Alcance, Quadro de Missionários, malas diretas, site, etc.